O MODELO BIOMEDICO X o MODELO BIOPSICOSSOCIAL NA EXPLICAÇÃO DA DEPRESSÃO

Autores

  • Soraya Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.56238/cpahjournalv2n2-004

Palavras-chave:

Atendimento Educacional Especializado, Sala de Recursos, professores, ensino regular

Resumo

Objetiva-se colocar através de pesquisas e achados, as contribuições advindas dos Modelos Biomédico em contraponto ao Biopsicossocial tocante à explicação e tratamento do fenômeno da depressão, abordando a Psicologia Analitico-comportamental como representante deste último modelo. O modelo biomédico clássico apresentou desde sua origem, uma visão mecanicista, organicista e reducionista acerca da doença psicológica, levando em conta somente os aspectos biológicos mensuravels quantificáveis, objetlvando desta forma, padronizar e catalogar a etiologia das doenças. O modelo biomédico vigente é inspirado nesse molde e constitui o alicerce conceitual da moderna medicina cientifica No decorrer dos tempos, o foco de interesse da Medicina passou de uma abordagem biográfica à nosográfica; no entanto, não oferece respostas satisfatórias aos anseios de ordem psicológica. O Modelo biopsicossocial ou modelo sistêmico é aquele que privilegia a visão integral do sujeito nas dimensões física, psicológica e social e a prevenção em vez do tratamento se contrapondo, portanto, ao modelo biomédico A Psicologia Analiticocomportamental explica os transtornos psiquiátricos através da intervenção de modelos interativos e experimentais vendo o sujeito único em sua interrelaçäo com o ambiente (interno e externo) sua história comportamental, através da tríplice contingência (filogenético ontogenético e cultural), mostrandose, deste modo mais adequada para explicar e tratar a depressão numa perspectiva interativa e sistêmica.

Downloads

Publicado

2022-07-11

Como Citar

de Aragão, S. R. . (2022). O MODELO BIOMEDICO X o MODELO BIOPSICOSSOCIAL NA EXPLICAÇÃO DA DEPRESSÃO. CPAH Science Journal of Health, 2(2). https://doi.org/10.56238/cpahjournalv2n2-004